Arteriografia

 

 

A arteriografia é um método de diagnóstico por imagem que procura visualizar a parede das artérias, para estudar doenças arteriais ou doenças com importante participação do sistema arterial. Este exame exige que seja injetado um contraste rádio-opaco no interior das artérias, para permitir a visualização do vaso sanguíneo. Se houver uma obstrução completa de uma artéria, o contraste não passa além dela e, assim, não permite observar a extensão da lesão, nem avaliar a parede da parte da artéria que se segue à obstrução.

Qual a função da arteriografia?

Este exame é usado para ajudar no diagnóstico e avaliação de malformações arteriais, aneurismas ou doença aterosclerótica em diversos territórios orgânicos, como a aorta e artérias periféricas (mesentéricas, renais e dos membros inferiores).

Como é feito a arteriografia?

É primordial para a realização do exame termos acesso ao espaço intravascular de uma artéria, isso é obtido através de uma punção. Introduz-se um sistema de finos tubos estéreis, flexível e de pequeno calibre (bainha, cateter e fio guia), geralmente na artéria femoral, na virilha, ou na artéria radial, no antebraço, onde ela se localiza  superficialmente e pode ser comprimida com mais facilidade no momento da retirada do cateter.

Esse cateter é direcionado ao local desejado com a ajuda de um aparelho especial que permite a visualização dele e, quando estiver posicionado, um contraste rádio-opaco é injetado, para obter imagens do sistema arterial regional.

O exame é feito com o paciente deitado podendo ser utilizado medicamento sedativo, para ajudá-lo a relaxar. O cirurgião vascular aplicará um anestésico local na área por onde introduzirá o cateter. Imediatamente após o contrasteser injetado serão feitas várias imagens, para estudar os vasos envolvidos. O paciente deve permanecer imóvel enquanto as imagens estiverem sendo tomadas.

Orientações pós arteriografia

Terminado o procedimento, o cateter será removido. O paciente deverá permanecer em observação por algumas horas e depois de liberado necessitará de alguém que o acompanhe na volta para casa, de carro. Em muitos casos o paciente estará internado e o exame se realizará no hospital.

Os riscos mais comuns da arteriografia são reações alérgicas ao contraste e sangramento no local da punção. Com menor frequência podem ocorrer queda da pressão arterial e alterações renais devidas ao contraste.

 

 

 

PlayPause
Slider
× Como podemos ajudar?